Odonto Top 1230x152

Expectativa do grupo de atletas da Chapecoense para o confronto contra o Avaí é grande

Jogo na próxima semana marcará retorno do Campeonato Catarinense.

Por Marcos Herbert / [email protected] em 01/07/2020 às 21:17:19
Foto: Márcio Cunha/ACF

Foto: Márcio Cunha/ACF

A uma semana do retorno do Campeonato Catarinense, a expectativa do grupo de atletas da Chapecoense para o confronto contra o Avaí é grande. Na preparação diária para a retomada, o técnico Umberto Louzer tem testado diversas opções a fim de definir a equipe que iniciará o embate decisivo. Conforme o zagueiro Joílson, essa dinâmica tem feito com que os atletas entreguem o seu melhor.

"O Umberto já deixou bem claro para todo o grupo que não tem titular e nem reserva. Ele está fazendo bastante mexidas na equipe, troca de colete daqui, troca de colete dali. Então, ele está buscando a equipe ideal para começar a partida contra o Avaí. Se ele optar por mim, vou dar o meu máximo, como tenho feito nos treinamentos pra que a gente possa conseguir essa classificação que vai ser muito importante pra nossa equipe".

Falando sobre as disputas sadias por posição, Joílson também mencionou a chegada do zagueiro Felipe Santana e de que forma isso agregou ao elenco. "O Felipe Santana é um atleta de alto nível, dispensa comentários, vai chegar pra brigar com os outros zagueiros. E quem ganha com isso é a Chapecoense. Quem o Umberto escolher para jogar contra o Avaí tenho certeza que vai corresponder positivamente".

Para o defensor, apesar da campanha alviverde ter ficado aquém do esperado na primeira fase do estadual, alguns fatores devem ser considerados e avaliados de forma positiva para a sequência da competição. "A gente não esperava classificar a equipe na última rodada da primeira fase. Quanto a defesa, nem tudo foi ruim. A gente teve um ponto positivo defensivamente, e quando falamos defensivamente não são só os zagueiros. A equipe é coletiva, a defesa começa lá no ataque. Então, foi um êxito ter toda a equipe marcando, isso ajudou a gente lá atrás a não tomar gols e ser uma das equipes menos vazadas do campeonato".

Depois de enfrentar uma temporada difícil em 2019 – quando sofreu com algumas lesões e não conseguiu ter sequência dentro de campo – Joílson espera que 2020 seja um grande ano na sua carreira. "Esse ano tem sido diferente, graças a Deus. O ano passado foi difícil por conta de algumas lesões, mas esse ano começou totalmente diferente. Eu espero dar continuidade, dando meu máximo nos jogos pra que eu e a Chapecoense possamos ganhar com tudo isso".

Por fim, Joilson projetou a retomada dos jogos e falou como imagina o jogo dentro do "novo normal". "Será um jogo extremamente diferente. Ninguém está acostumado a jogar sem torcida. Pra nós, jogadores, é extremamente importante a torcida, o fator casa. (…) E aqui não é diferente. Eu já vim aqui como adversário, jogar contra a Chape, e quando a torcida embala, rapaz, é difícil segurar. Então, vai ser um jogo diferente, também pelo fato da pandemia. A gente ficou muito tempo parado e o ritmo de jogo se pega jogando. O treino ajuda, a preparação física ajuda, mas o ritmo é no jogo a jogo. Espero que a gente possa se comportar bem, a equipe se preparou muito bem na parte física e tática e esperamos colocar tudo o que a gente trabalhou nesse período no jogo contra o Avaí, pra que a gente possa sair com o resultado positivo porque esse jogo é muito importante pra gente". (ACF).

Fonte: ACF

SIM Supermercados - 1230x152
Focus