Odonto Top 1230x152

Polícia Civil de São João do Oeste indicia mulher por denunciação caluniosa

A pena é de 02 a 08 anos de reclusão.

Por Rádio Onda Positiva FM / [email protected] em 30/07/2020 às 16:34:19
Foto: Divulgação / Polícia Civil

Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, através da DPMU/FRON de S√£o Jo√£o do Oeste, concluiu nesta semana um Inquérito Policial instaurado para apurar suposto crime de amea√ßa e injúria praticado no √Ęmbito da Lei Maria da Penha.

Em maio do corrente ano, a mulher de 47 anos compareceu na Delegacia de Polícia e registrou boletim de ocorr√™ncia narrando que seu ex-companheiro havia lhe amea√ßado e injuriado por meio de liga√ß√£o telefônica, pedindo a apura√ß√£o dos fatos e responsabiliza√ß√£o do autor.

Após dilig√™ncias e medidas judiciais, a Polícia Civil concluiu que a mulher deu causa a instaura√ß√£o de Inquérito Policial contra o ex-companheiro, mesmo sabendo que era inocente, pois o fato, como narrado, efetivamente n√£o ocorreu.

Em raz√£o disso a mulher foi indiciada pelo crime de denuncia√ß√£o caluniosa, infra√ß√£o penal que afronta a Administra√ß√£o da Justi√ßa, causando empenho da Polícia Judici√°ria na apura√ß√£o de crime que sabidamente n√£o ocorreu. A pena é de 02 a 08 anos de reclus√£o.

A Polícia Civil esclarece que mesmo diante do atual cen√°rio de pandemia decorrente do Novo Coronavírus, com a vig√™ncia das medidas de isolamento social decretadas, continua realizando ininterruptamente suas atribui√ß√Ķes constitucionais de apura√ß√£o das infra√ß√Ķes penais.


Fonte: Polícia Civil

Tags:   CrimePolícia
SIM Supermercados - 1230x152
Focus