Geral INFRAESTRUTURA

Deputada Marlene defende uso de recursos estaduais na recuperação de rodovias em precárias condições

Ela ressalta que estradas como a SC-163, de São Miguel do Oeste a Itapiranga, dependem de recursos estaduais para serem recuperadas

Por Marcos Herbert - Dpto. Jornalismo

10/02/2021 às 07:39:25 - Atualizado há
Foto: Reprodução/Internet

A deputada Marlene Fengler (PSD) discordou da intenção do governo estadual de investir em rodovias federais, conforme informou o secretário da Infraestrutura Thiago Vieira, durante reunião da Bancada do Oeste, na manhã desta terça-feira, 09.

Recentemente o governo anunciou a intenção de aportar pelo menos R$ 200 milhões para obras na BR-470. "Ninguém tem dúvida da importância da BR-470 para a economia catarinense", observou a parlamentar lembrando que a rodovia é o principal corredor de exportação, inclusive, para levar a riqueza gerada pelo agronegócio aos portos no Litoral.

Entretanto, a deputada entende que esses recursos devem ser prioritariamente utilizados na recuperação de estradas estaduais. "No Grande Oeste temos inúmeros exemplos de estradas em péssimas condições, que precisam de recuperação urgente, e que também são fundamentais para escoamento da produção", destaca.

A preocupação com as condições das rodovias foi tema de várias reuniões da Bancada do Oeste em 2020, tanto que no orçamento estadual de 2021 os parlamentares aprovaram emendas prevendo recursos para obras nessas estradas.

Marlene ressalta que estradas como as SC"s 163 (São Miguel do Oeste a Itapiranga), 305 (São Lourenço do Oeste a Campo Erê), 161 (Flor do Sertão, Romelândia, Anchieta e Palma Sola), 160 ( São Carlos, Saudades, Pinhalzinho, Modelo, Serra Alta Saltinho e Campo Erê), 155 (Abelardo Luz, Xanxerê, Xavantina, Seara e Itá), 283 (Concórdia, Mondaí e Itapiranga), 135 (Caçador, Calmon, Matos Costa e Porto União), 350 (Caçador, Lebon Régis até a BR-116), 120 (Curitibanos e Lebon Régis) e a 150 (Herval D´Oeste e Capinzal) dependem de recursos estaduais para serem recuperadas.

"São rodovias igualmente importantes para escoar a produção do agronegócio e, apesar disso, têm trechos em precárias condições, prejudicando quem produz e aumentando os riscos à segurança de quem trafega por elas", enfatiza.

Marlene observa que Santa Catarina contribui com alto valor na arrecadação federal e que apenas cerca de 10% do montante retorna em benefício dos catarinenses. "Não se trata de negar investimentos em rodovias federais importantes, mas exigir do governo federal que faça a sua parte para que o Estado mantenha o foco na recuperação das estradas estaduais".

Além das más condições das estradas, Marlene cita outros problemas na malha viária do Oeste, como por exemplo, o risco de queda da ponte na SC-154, em Arabutã, onde estão expostas rachaduras e um afundamento da estrutura na cabeceira da travessia. A ponte liga Concórdia, Arabutã, Ipumirim e Lindóia do Sul, e é considerada uma das principais vias para escoamento da produção do Vale da Produção. "Recebi um apelo da prefeita de Arabutã pedindo apoio para que o Estado seja sensível à necessidade rápida de reforma no local".

Saúde

Ainda durante a reunião da Bancada do Oeste, a deputada sugeriu a realização de audiência com o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, para solicitar providências urgentes em relação à falta de leitos para Covid-19 na região Oeste.

O agravamento da situação já resultou na transferência de 26 pacientes do Hospital Regional de Chapecó para outras cidades por não haver mais vagas. "É um quadro crítico, que precisa de solução imediata", destacou. Em quase todas as cidades da região que dispõem de leitos de UTI para Covid, a ocupação chega a 100% ou quase.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Comunicar erro
Rádio Onda Positiva FM 87.5

© 2021 Rádio Onda Positiva FM 87.5 - Contato: [email protected]
Rua Dourado, S/N Bairro Alvorada Itapiranga/SC - Telefone: (49) 3678-8888

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Rádio Onda Positiva FM 87.5