Educação EDUCAÇÃO

Após votos da maioria, Ameosc orienta pelo retorno das aulas presenciais

Nos √ļltimos 6 dias, o n√ļmero de casos de Covid-19 cresceu 10% na regi√£o da Ameosc

Por Clara Luísa Kessler - Dpto. Jornalismo

24/02/2021 às 14:06:30 - Atualizado h√°
Foto: Divulgação | Ameosc

A grave situa√ß√£o vivida pelo Extremo Oeste em meio à crescente dos casos de infectados e óbitos pelo Coronav√≠rus (Sars-CoV-2) vem exigindo frequentes discuss√Ķes entre os prefeitos da regi√£o. Na manh√£ desta quarta-feira, 24, os chefes dos Executivos dos munic√≠pios abrangidos pela Ameosc (Associa√ß√£o dos Munic√≠pios do Extremo Oeste de Santa Catarina) se reuniram em assembleia virtual para discutir os encaminhamentos frente ao quadro extremamente preocupante.

A reuni√£o teve também a participa√ß√£o da secret√°ria de Sa√ļde de Palma Sola e coordenadora do Colegiado Regional de Sa√ļde da Ameosc, Débora Prevedello Durigon e do secret√°rio de Educa√ß√£o de Descanso e Coordenador do Colegiado de Educa√ß√£o, Maicon Rosin.

Durante a reuni√£o, os gestores discutiram a possibilidade de retorno das aulas presenciais, previstas na assembleia da √ļltima semana para o dia 1¬ļ de mar√ßo. Os prefeitos ressaltaram a import√Ęncia da retomada das atividades presenciais, levando em considera√ß√£o a intera√ß√£o social dos alunos e a melhoria do aprendizado. Cada prefeito apresentou a realidade de seu munic√≠pio, destacando um aumento de casos da Covid-19 nos √ļltimos dias. Em seguida, cada um manifestou seu voto com rela√ß√£o ao tema.

O presidente da Ameosc, prefeito de Princesa, Edilson Miguel Volkweis, explica que nove prefeitos votaram pelo retorno das aulas presenciais e oito votaram pelo n√£o retorno. Dessa forma, ficou definido que cada munic√≠pio teria sua autonomia de decis√£o. "A orienta√ß√£o da Ameosc é pelo retorno as aulas no dia 1¬ļ, mas ficou em aberto para que cada munic√≠pio estudasse a sua realidade e adotasse a postura que julgar conveniente", explica.

Entenda a situação do hospital regional

Há semanas, o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, de São Miguel do Oeste - referência para o atendimento de Covid-19 na região Extremo Oeste Рvem registrando lotação máxima e falta de leitos de UTI. Frente a este quadro, os profissionais foram obrigados a improvisar leitos de UTI no Pronto Socorro da instituição hospitalar. A situação dramática preocupa ainda mais levando em consideração a já necessária medida de transferência de pacientes para outras cidades catarinenses com vagas disponíveis.

No √ļltimo domingo, 21, o secret√°rio de Estado da Sa√ļde, André Motta Ribeiro, esteve em S√£o Miguel do Oeste e anunciou a amplia√ß√£o de 5 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. Os leitos foram ativados na unidade ainda no in√≠cio da semana passando de 18 para 23 leitos. Mesmo assim, o Hospital segue com ocupa√ß√£o de 100% na UTI. Outros quatro pacientes aguardam vagas na UTI.

Dados

Nos √ļltimos 6 dias, o n√ļmero de casos de Covid-19 cresceu 10% na regi√£o da Ameosc. J√° os óbitos cresceram 11% no mesmo per√≠odo. J√° a média de Santa Catarian é de aumento de 3,9% de casos registrados e de 3,4% de óbitos.

Fonte: Ameosc
Comunicar erro
Rádio Onda Positiva FM 87.5

© 2021 Rádio Onda Positiva FM 87.5 - Contato: [email protected]
Rua Dourado, S/N Bairro Alvorada Itapiranga/SC - Telefone: (49) 3678-8888

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Rádio Onda Positiva FM 87.5