Secretário da Agricultura cumpre agenda no Extremo-Oeste nesta sexta-feira

Altair Silva estará em Itapiranga, Iporã do Oeste, Tunápolis e Riqueza

Foto: Agência AL

Foto: Agência AL

Agricultores familiares, produtores rurais e lideranças políticas do Extremo-Oeste catarinense vão ter a oportunidade de conhecer as iniciativas e os programas que vêm sendo implementados pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural para fortalecer o agronegócio catarinense. Nesta sexta-feira (21), o secretário Altair Silva cumprirá agenda em Itapiranga, Iporã do Oeste, Tunápolis e Riqueza

Nos encontros, o secretário Altair Silva pretende também ouvir as demandas dos municípios, avaliar as carências e propor soluções conjuntas. É o que tem feito em sua gestão, marcada pela presença em campo, percorrendo o estado sempre ao lado de quem produz.

Este ano, a Secretaria de Estado da Agricultura investirá R$ 104,8 milhões para fomentar o agronegócio catarinense. Os produtores rurais podem acessar linhas de crédito facilitado, além de programas de regularização fundiária e defesa agropecuária.

Novos Programas

Em março deste ano, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, anunciou investimentos de R$ 27 milhões em seis novas linhas de crédito e subvenção aos juros para melhoria da competitividade e da renda da agricultura familiar e da pesca. São cinco frentes de atuação: financiamentos sem juros; subvenção de juros de financiamentos contraídos junto aos agentes bancários; políticas públicas para jovens e mulheres; apoio para cuidar do solo e conservar água e apoios emergenciais.

"Estamos focados em resolver questões que podem transformar a produção agropecuária de Santa Catarina, entre eles, a melhoria do sinal de internet no meio rural, o incentivo à produção de cereais de inverno e a nossa prioridade número um, que é o abastecimento de água. Sem água não conseguimos produzir. Somos grandes apoiadores de investimentos para ampliar o fornecimento de água no meio rural", afirma o secretário.

Investimentos

Com o programa Internet no Campo, que deve ser lançado em breve, a Secretaria da Agricultura pretende investir R$ 5 milhões para levar internet ao meio rural. Há também o Terra Boa, em que serão investidos ainda R$ 56,5 milhões para apoiar a aquisição de sementes de milho, calcário e kits para melhoria de pastagens e do solo, além do incentivo à apicultura e à meliponicultura.

A Secretaria da Agricultura vem trabalhando também para reforçar os investimentos na regularização de imóveis rurais, com um aporte de R$ 7,4 milhões para a realização de georreferenciamento, documento necessário para a legalização de propriedades. A intenção é atender aproximadamente 22 mil famílias de agricultores familiares.

As iniciativas que serão apresentadas nos municípios do Extremo-Oeste já estão disponíveis para produtores, que poderão tirar dúvidas e apresentar suas demandas diretamente ao secretário durante o roteiro desta sexta-feira pela região.