Local | Regional FISCALIZAÇÃO

Multas por Infrações Sanitárias ultrapassam R$100 mil em Itapiranga

Público jovem é o que menos tem seguido as regras de prevenção ao coronavírus

Por Marcos Herbert - Dpto. Jornalismo

28/05/2021 às 14:51:54 - Atualizado há
Foto: Marcos Herbert/Onda Positiva FM

A Vigilância Sanitária vem atuando para prevenir e reduzir riscos para a saúde pública em meio a pandemia. A afirmação é do coordenador do órgão em Itapiranga, Alcenir Benachio. Ele destacou em entrevista à Rádio Onda Positiva na manhã desta sexta-feira, 28, que as principais ocorrências atendidas estão relacionadas ao não uso de máscara e aglomerações.

Conforme Benachio, o público jovem é o que menos tem seguido as regras de prevenção, realizando festas clandestinas e aglomerações, que acabam sendo notificadas pela Vigilância Sanitária. Além da multa, alguns casos considerados crime pela legislação são encaminhados para o Ministério Público. Ele cita o não cumprimento do isolamento por pessoas que testaram positivo para a Covid-19.

Desde o início da pandemia, foram emitidas 174 autuações de infração sanitária, das quais 130 tiveram recurso de defesa negado e precisaram pagar multa. No total, o valor pago até o momento chega a R$105.000,00 em Itapiranga. Alcenir Benachio destacou ainda que o trabalho abrange igualmente todas as pessoas e que não há tratamento diferenciado para moradores de outras nacionalidades.

No caso dos imigrantes Venezuelanos, ele cita que foram registrados diversos descumprimentos de medidas sanitárias, e que os mesmos foram orientados e fiscalizados da mesma forma que os demais infratores.

Flexibilização de regras

O município de Itapiranga teve redução no número de casos de Covid-19 no fim de 2020. No entanto, o cenário piorou drasticamente nos primeiros meses de 2021, com a chegada da segunda onda da pandemia. Para o chefe da Vigilância Sanitária, o fato se deve ao registro de diversas aglomerações e festas familiares nas comemorações de Natal e Ano Novo, bem como à flexibilização das regras de prevenção.

Atualmente o momento é de grande atenção com a previsão de uma terceira onda de casos. Segundo Benachio, os órgãos de saúde e fiscalização já estudam novas medidas para enfrentamento desse momento. A principal linha de trabalho seguirá sendo a orientação e conscientização da importância do uso de máscara, a higienização das mãos com álcool 70º, bem como evitar aglomerações.

As recentes flexibilizações também são apontadas como as principais causas do aumento de casos nos últimos dias.

ASSISTA A ENTREVISTA ABAIXO


Fonte: Rádio Onda Positiva FM
Comunicar erro
Rádio Onda Positiva FM 87.5

© 2021 Rádio Onda Positiva FM 87.5 - Contato: [email protected]
Rua Dourado, S/N Bairro Alvorada Itapiranga/SC - Telefone: (49) 3678-8888

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Rádio Onda Positiva FM 87.5