Chapecoense perde para o Santos e segue afundada no Brasileirão

Verdão do Oeste tem a semana livre antes de visitar o Grêmio no dia 9

Foto: Márcio Cunha/ACF

Foto: Márcio Cunha/ACF

A Chapecoense foi derrotada pelo Santos por 1 a 0 neste domingo (1º), na Arena Condá, em Chapecó, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado por Carlos Sánchez, de pênalti, ainda no primeiro tempo.

Com muita dificuldade na etapa final, o Peixe conseguiu a primeira vitória como visitante no Brasileirão e quebrou jejum de dois meses sem levar a melhor fora de casa. O último triunfo havia sido contra o Cianorte, pela Copa do Brasil. O goleiro João Paulo foi mais uma vez providencial em Chapecó.

Com os três pontos, o Santos sobe para o sétimo lugar, com 19 pontos, e aguarda por demais resultados da rodada. A Chapecoense segue afundada na lanterna do Brasileiro, com apenas quatro pontos e nenhuma vitória.

O Santos voltará a campo para enfrentar a Juazeirense na quinta-feira (5), em Juazeiro, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O Peixe venceu na Vila Belmiro por 4 a 0 e pode perder por até três gols de diferença para avançar. A Chapecoense tem a semana livre antes de visitar o Grêmio no dia 9, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O JOGO

A primeira chance foi da Chapecoense. Aos quatro minutos, Felipe Baxola aproveitou rebote da defesa do Santos e bateu colocado para o goleiro João Paulo espalmar.

Aos 10, o Peixe respondeu. Lucas Braga cruzou, Marcos Guilherme aproveitou o rebote e rolou para Jean Mota bater bonito de fora da área. O goleiro João Paulo, da Chapecoense, voou para espalmar no cantinho.

A partida continuou em ritmo lento, com o Santos esbarrando na falta de criatividade para superar a defesa da Chapecoense, até que o VAR entrou em ação na Arena Condá.

No minuto 38, Busanello derrubou Madson na área. O árbitro Rodolpho Toski Marques mandou seguir, mas o árbitro de vídeo Pathrice Wallace Corrêa Maia recomendou a checagem. E o pênalti foi confirmado. Sánchez bateu e perdeu, mas o goleiro João Paulo se adiantou na defesa. E aos 42, o uruguaio foi para a segunda penalidade e converteu.

Quando o placar marcava 46 jogados, a Chapecoense chegou. João Paulo saiu jogando errado, e o Santos quase se complicou nos acréscimos. O goleiro se recuperou e defendeu cabeceio de Anselmo Ramon.

SEGUNDO TEMPO

O Santos voltou mais incisivo para a etapa final e criou duas chances em menos de cinco minutos. Na primeira, Marcos Leonardo cruzou e Marcos Guilherme furou no segundo pau. Na segunda, Marcos Leonardo tabelou com Lucas Braga e chutou cruzado para fora.

Aos 13 minutos, a Chapecoense armou contra-ataque após lançamento do goleiro João Paulo e Kaiky fez corte providencial para salvar o Peixe. Antes, Wagner Leonardo também fez intervenção precisa.

A Chape continuou melhor e obrigou João Paulo a fazer defesa espetacular aos 20 minutos. Fernandinho bateu colocado de fora da área e o goleiro santista foi buscar no ângulo. No minuto 23, João espalmou chute de longe de Busanello. Aos 25, Perotti acertou a trave.

O Santos seguiu pressionado e sem contra-atacar, mas conseguiu administrar a primeira vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro. 1 a 0 para o Peixe contra a Chapecoense.