Preparação física tem garantido ao Inter reações nos minutos finais dos jogos

Colorado buscou empate com Santos e vitória com o Fluminense com gols nos acréscimos

Preparação física tem garantido ao Inter reações nos minutos finais dos jogos

Na primeira passagem de Diego Aguirre pelo Inter, em 2015, uma das principais críticas era destinada ao trabalho da preparação física. Pois o preparador Fernando Piñatares veio com Aguirre novamente em 2021, agora sob a coordenação de Paulo Paixão, e desta vez nada se fala sobre a condição física do time, que tem suportado bem a intensidade dos jogos.

Pelo contrário, chamam a atenção os gols marcados no final. Contra o Fluminense, a vitória chegou com dois gols nos acréscimos, aos 47 e aos 49 da etapa final.

Diante do Santos, Yuri Alberto empatou aos 42. Ao todo, nesta passagem de Aguirre, o Inter fez sete gols no primeiro tempo e dez no segundo. Claro que o calendário ajuda. Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o Inter tem experimentado algo raro no futebol brasileiro, as semanas livres para treinos. Foram apenas cinco jogos em 30 dias desde a queda diante do Olimpia.

Além disso, as lesões começam a dar uma trégua. Para enfrentar o Atlético-GO, domingo, Aguirre terá os retornos de Maurício e Juan Cuesta, liberados para treinar com o grupo. Lucas Ramos, Saravia e Moledo seguem fora.