Odonto Top 1230x152
COVID-19

FGF aguarda decisão da CBF sobre calendário para definir futuro do Gauchão

O Gauchão foi paralisado faltando três rodadas para o fim da fase classificatória

Por Marcos Herbert em 26/03/2020 às 12:29:09
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O futuro do Campeonato Gaúcho de 2020 depende ainda do posicionamento da Confederação Brasileira de Futebol sobre o calendário do futebol após o término da pandemia do novo coronavírus.

Depois de participar do jantar do Gre-Nal da Libertadores e da proximidade que teve com os presidentes Romildo Bolzan, do Grêmio, e Marcelo Medeiros, do Inter, que testaram positivo, o presidente Luciano Hocsman está em quarentena. Mesmo assim, segue trabalhando e na última terça-feira confirmou a suspensão por tempo indeterminado da divisão de acesso do futebol gaúcho.

"Muitas questões que envolvem o estadual dependem do espaço que a CBF vai nos dar e das orientações que irá passar. Isso porque existem as questões envolvendo a Copa do Brasil, Série B. Estamos aguardando para ver o prazo final que a CBF vai nos passar sobre os estaduais para que a gente não tenha nenhuma decisão contrária ao que está acontecendo na entidade", revelou Hocsman em entrevista ao apresentador Bruno Ravazzolli, no programa Guaíba Esportes, da Rádio Guaíba.

Ao ser questionado se a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) cogita decretar o Caxias campeão de 2020, por ter vencido o primeiro turno, Hocsman evitou um posicionamento definitivo. Para o dirigente, decretar um clube como vencedor pode gerar constrangimentos e não ser confirmado pela CBF.

"Não cogito e nem tiro de cogitação. A homologação do campeão gera uma série de outros desdobramentos. Se a Federação declarar o Caxias ou qualquer outro clube campeão, por regulamento, ele tem direito a vaga na Copa do Brasil. E se a CBF, que detém o regulamento e a distribuição das vagas, nos coloca de forma contrária? Ou que os estaduais não existiram? Não podemos expor o clube", revelou.

Segundo Hocsman, a FGF trabalha para ter uma definição que seja a mais segura, justa e menos danosa nos âmbitos desportivos e financeiro para os clubes. Após definir pela suspensão por tempo indeterminado da divisão de acesso, o presidente convocou para quinta ou sexta-feira uma teleconferência com os participantes do Gauchão para tentar avançar em definições.

A reunião será via Internet, pois a orientação dos médicos é que Luciano Hocsman permaneça sem contato com outras pessoas. "Estou completamente assintomático, mas cumprindo o período de quarentena, observando que foi indicado e determinado pelos médicos e pelas autoridades de saúde. Estive no jantar festivo do Gre-Nal da Libertadores, que acabou com o presidente Romildo e Marcelo Medeiros, além de outros dirigentes, testando positivo para o coronavírus. Também estive no Rio de Janeiro para reuniões na CBF. Tenho feito o isolamento em casa, mas não tenho sintoma nenhum", assegurou.

O Gauchão foi paralisado faltando três rodadas para o fim da fase classificatória do segundo turno. No primeiro, o Caxias superou o Grêmio e ficou com a taça, garantindo um lugar na final.


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba

SIM Supermercados - 1230x152

Comentários