Semana começa com expectativa do anúncio da revitalização da SC-163

Governador Carlos Moisés deve visitar o oeste catarinense nos próximos dias

Foto: Fernando Beilfuss/Divulgação

Foto: Fernando Beilfuss/Divulgação

O governador Carlos Moisés deve visitar o oeste catarinense no decorrer desta semana para liberar emendas apresentadas por parlamentares estaduais da bancada do Oeste, beneficiando a região. A deputada Marlene Fengler (PSD), tem a expectativa de que ele anuncie também uma solução para a revitalização da SC-163.

A parlamentar lembra que a rodovia está praticamente abandonada desde que foi aprovada a sua federalização, que acabou não acontecendo. A recuperação dos trechos entre Itapiranga, Iporã do Oeste e São Miguel do Oeste depende do projeto técnico da obra, que precisa ser licitado.

A bancada do Oeste fez reuniões com representantes do Executivo e com prefeitos da Ameosc e do Conder em busca de alternativa mais rápida para a execução do projeto técnico, mas a contratação deverá ser feita pelo Estado, que licitará a obra.

"A 163 precisa de uma recuperação muito grande, praticamente precisa ser refeita. E pra isso é preciso um projeto técnico detalhado, informando quantos quilômetros precisam ser recuperados, de de quantos centímetros tem que ser a camada de asfalto, qual tipo de asfalto, indicação de acostamento e até estudo do solo, nos pontos onde há depressão da pista, além de outras especificações. Não é algo simples como jogar asfalto sobre os buracos. É preciso um estudo profundo para ser uma recuperação efetiva que dure mais algumas décadas. O Estado não pode simplesmente contratar uma empresa e mandar fazer a obra, porque tem a lei da responsabilidade fiscal que exige licitação para uso dos recursos públicos. E o projeto técnico permite que futuramente órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público e o Tribunal de Contas, possam verificar se tudo o que estava descrito foi cumprido, e se não foi, pode punir os responsáveis", destaca Marlene.

A parlamentar também comenta sobre ações relacionadas a outras estradas catarinenses e a insatisfação dos parlamentares catarinenses com o abandono das rodovias federais.

"Além da 163, também foi pauta de um debate no plenário da Assembleia, a situação de rodovias federais no estado. Nós estamos avaliando a possibilidade de ir a Brasília para nos reunirmos com a Bancada Federal e com o ministro da Infraestrutura, e até o presidente, para buscar soluções que nossas estradas. Queremos fazer um ato simbólico para demonstrar nossa indignação com o abandono das rodovias federais e conscientizar a nossa Bancada Federal para que compre essa briga mais efetivamente. Em conjunto vamos demonstrar a necessidade de fazer a recuperação especialmente das BR-163 e a duplicação da 282. Nossa região precisa de contrapartida do poder público por tudo que produz e pelo tanto que contribui com a arrecadação de Santa Catarina e do Brasil. Transferimos para a União um percentual alto de recursos e temos uma contrapartida mínima. Precisamos mudar isso", finaliza a deputada.