Segundo semestre letivo começa nas escolas estaduais

Cerca de oito mil alunos desistiram das aulas no primeiro semestre

Foto: Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Foto: Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O segundo semestre letivo começa nesta segunda-feira (2) para alunos da rede estadual de ensino de Santa Catarina com ensino presencial e também híbrido.

Nas salas, a distância entre as carteiras dos alunos será de 1 metro. Na rede pública municipal, o segundo semestre inicia em 3 de agosto. Na rede privada, o início está marcado também para esta semana.

Para tentar controlar os casos que possam surgir nas unidades de ensino, alunos e professores que tiverem com suspeita da Covid-19 devem ser testados. Inicialmente essa testagem deve ser feita nas regiões que tiverem mais índices de contaminação, seguindo os dados da Secretaria de Saúde estadual.

Segundo a Secretaria de Estado da Educação (SED), 95% dos professores estão imunizados contra a Covid.

O estado realiza ações de busca ativa para levar de volta às salas de aula cerca de 8 mil alunos que desistiram das aulas no primeiro semestre. O trabalho de busca ativa começou ainda no ano passado, quando foi identificado que muitos alunos não conseguiam participar das atividades remotas. Ao todo, são mais de 500 mil alunos na rede estadual.

Nos primeiros seis meses do ano, cerca de 10 mil alunos estavam nesta condição. Ainda de acordo com o estado, o primeiro semestre, que foi concluído há duas semanas, teve 70% dos mais de 500 mil alunos de forma presencial nas escolas catarinenses.

Veja abaixo como será a volta às aulas no segundo semestre para cada nível de ensino

Ensino Infantil

Desde o primeiro semestre deste ano, a rede privada de ensino atende presencialmente a população. Para as famílias que quiserem, o ensino remoto será mantido no segundo semestre, que começa no início de agosto, segundo o Sindicato das Escolas Particulares do Estado (Sinepe/SC).

Ensino fundamental

Na rede estadual, as aulas começam nesta segunda-feira (2). As escolas oferecem aulas nos três modelos adotados no primeiro semestre letivo: 100% presencial, híbrido e remoto (veja os detalhes abaixo).

100% presencial: aplicado nas escolas que têm estrutura para atender todos os alunos respeitando os critérios de distanciamento;

Híbrido: oferecido nas escolas com maior número de alunos matriculados e que não conseguiriam respeitar o distanciamento;

100% remoto: para estudantes do grupo de risco ou que assim preferirem.

As aulas presenciais do segundo semestre do ano letivo do ensino fundamental na rede municipal da capital estão previstas para retornar também no dia 3 de agosto. Segundo o município, são 18.929 alunos matriculados que voltaram ao ensino híbrido, assim como no primeiro semestre.

As aulas no segundo semestre manterão o sistema híbrido na rede particular: presencial ou online. Quem escolhe é o responsável pela matrícula. A medida já acontecia desde o início do ano.

Ensino médio

Na rede estadual, os alunos podem ter aula 100% presencial, por ensino híbrido e ou remoto, assim como o primeiro semestre (veja os detalhes acima).

Também no ensino médio, as escolas particulares seguem no ensino híbrido e com início no começo de agosto. O modelo repete o que ocorreu no primeiro semestre.